[REVIEW] Comentando o Episódio 10.20 – “Angel Heart” de Supernatural

Notícias
sábado, 02 maio 2015 1481 Views 10 Comments
[REVIEW] Comentando o Episódio 10.20 – “Angel Heart” de Supernatural
Apesar da ideia de retratar com fidelidade a perspectiva disfuncional da jovem rebelde, o último retorno de Claire decepcionou fãs que esperavam mais além do drama adolescente que permeou o plot da filha de Jimmy Novak. Então, o que esperar? 
“Angel Heart” foi o nono episódio dirigido pelo experiente Steve Boyum (foto), que estreou na cadeira de direção para a série na 2ª temporada com o clássico episódio 2.08-“Crossroad Blues”. Desde então, dirigiu pelo menos um episódio em cada ano da série até a 5ª temporada, quando dirigiu os também clássicos 5.04-“The End” e 5.22-“Swan Song”, retornando em 8.16 – “Remember The Titans”.
Steve Boyum (Diretor)
Robbie Thompson (Escritor)
Este é o décimo quarto episódio escrito por ninguém menos que Robbie Thompson (foto), integrante da equipe de roteiristas desde a sétima temporada que escreveu divisores de água como 9.11-“First Born” e o célebre episódio 10.05 – “Fan-Fiction”. Além de ser autor de simplesmente todos os episódios protagonizados por Charlie.
 O prólogo deixa o espectador ciente de que Amelia (Leisha Heily) está viva, mas se encontra em situação lúgubre, sob o domínio de um aparente algoz enquanto Claire (Kathryn Newton) vasculha bares em buscas de pistas baseadas no diário da mãe (qualquer semelhança com o diário de John Winchester é mera coincidência?). Esta louvável atitude a enobrece distanciando-a da predominante postura “aborrescente” que conhecemos. Esta missão abraçada pela jovem também imprime que seu visual esdrúxulo, couro e a maquiagem carregada exprimem mais do que rebeldia propriamente dita, mas perspicácia na intenção de aparentar força e maioridade para driblar acessos restritos. No bar, ela encontra Ronnie (Russell Porter) que, apesar da resistência em admitir reconhecer a fotografia, exprime nítida resignação através da constante expressão acuada. Mas por quê?
Castiel pede ajuda aos Winchester para lidar com a “filha” e a postura de Dean retifica o
quão esta missão soa deslocada a si ao citar a clássica comédia de 1990 “Três solteirões e uma pequena dama”. Afinal, chamar os Winchester para lidar com uma adolescente parece piada, não? Porém, a lógica do Anjo sobre a assimilação linguística entre rebeldes que ambos detém em comum com a garota, foi uma interessante designação que justifica a coerência de seu raciocínio ao recorrer à dupla para resolver o pepino. Uma boa sacada atribuída pelo mestre Thompson ao escrever a cena. Ainda assim, Dean se mostra impaciente e age com truculência na persuasão de Ronnie, contrastando seu imediatismo entre o grupo. Urgência esta que Robbie utiliza não apenas levantando suspeitas sobre reações à marca, mas criando empatia com o espectador na sensação de peixe fora d’agua.
Após ceder ao abrupto interrogatório, Ronnie revela o que sabe acerca de Peter Holloway (Treva Etienne), o suposto curandeiro que vai a seu encontro e nos revela ser um anjo ao reverter a cura da ablepsia de Ronnie com apenas um toque, utiliza uma adaga incomum para matá-lo. Ainda que sutilmente, o “caso” Claire proporciona a primeira parceria entre Dean e Cass desde a nona temporada (!), selada por uma conversa honesta regada dos conselhos de um experiente filho que sempre soube ser um Pai e o quanto a ausência de um, pode fortalecer um filho. Em paralelo, tal parceria ainda propicia um momento a sós entre dois filhos rebeldes e desobedientes frente a frente: Sam e Claire.

Os codinomes utilizados por Dean e Cass na cena do crime fazem referência aos músicos Eric Clapton e Jimmy Page (guitarrista do Led Zeppelin). Diante da constatação dos lampejos impetuosos de Dean, Cass e Sammy vão checar a localização de Holloway no lugar de Dean. A partir disso, o harmônico roteiro equilibra a interatividade do quarteto invertendo parcerias e proporcionando diálogos alternativos entre as duplas, contrastadas por cenas entrecortadas a cargo da direção. As divergências nas coerentes opiniões dos Winchesters retificam que caberá ao Anjo discernir sobre manter-se ou não presente na vida da Jovem. Mas esta dúvida pertinente também reflete o nobre desejo de tomar a decisão ideal. E agora? Quatro paredes não comportam a marra de Dean e Claire juntos. Curiosamente, a tendência conflituosa cede a um “reconhecimento espiritual” proveniente de uma jovialidade psicológica equivalente, fluída naturalmente num momento de lazer.

Dean descobre que Holloway trata-se de um remanescente de uma classe distinta de Anjos guardiões denominados Gregori e partem ao encontro de Samstiel. Cass consegue encontrar Amelia no celeiro, porém Sam é rendido nos interiores da casa. Uma irmandade de seres de perfeita engenharia é uma denominação interessante que enriquece a mitologia da série e transcreve a essência do caráter parabólico. A espada de Tamiel complementa a representação rudimentar que distingue a etnia morfológica entre os Gregori e os neoclássicos seres de luz. Sam escapa, mas Tamiel desaparece e ressurge diante de Amelia e Claire que alveja o Grigori para proteger a mãe que morre para proteger a filha, que encerra o árduo confronto com a própria espada do Anjo malfeitor.
O episódio se encerra em tom de despedida ao som de “Blue Eyes Crying In The Rain” de Willie Nelson. A morte de Amelia selou um desfecho abrupto para Claire em diversos aspectos, sobretudo no processo de maturação. Além de conceber a merecida paz de espírito à esposa de Jimmy no céu. Através de um roteiro coeso e bem trabalhado a partir de uma premissa simples com fluente direção, “Angel Heart” obtém êxito em definir rumos e estreitar vínculos aos 45 do segundo tempo, nas competentes mãos de Robbie Thompson. Claire se tornaria uma boa Hunter? Qual sua opinião?


…Continua nos próximos episódios!
Se você ainda não viu o Episódio

 http://www.sobrenaturalbrazil.com.br/2015/01/legendado-download-do-episodio-1011.html
Comentarios do Facebook

admin

admin

Prazer, somos Hunters! Estamos desde 2008 atualizando este site com o intuito de criar um acervo virtual da série Supernatural, com compartilhamento de arquivos de forma simples, grátis e original ao alcance de todos . Sejam bem-vindos!

1926 posts | 355 comments http://www.sobrenaturalbrazil.com.br

10 Comemtários

  1. Anônimo says:

    Bom como sempre achei o review SAMtastico, nunca gostei muito da Claire sempre pensei que ela tinha voltado só pra encher linguiça tipo a Rowenna que só agora ta aparentando ser menos inutil. mas tenho uma amiga que pensa extremamente diferente e acha a Claire muito util(não sei pra que mas OK)
    Tenho uma pergunta é verdade esses boatos que o tio lú vai voltar na 11ª temp?
    e o que vocês acham de todas essas temporadas da série? acham que estão exagerando ou (como eu) estão gostando?
    Acho que é isso o site é perfeito, não desgrudo dele desde que conheci.

    • admin admin says:

      Olá anonimo (Assinem seus nomes ao comentarem 😉
      Confesso que também me decpcionei com a Claire. Ela serviu mais pra obrigar Castiel a lidar com as responsabilidades humanas e provocar Dean na última aparição do que propriamente ser desenvolvido admito que acho a atriz ainda muito inexperiente (talvez por ser nova demais) e isso também contribui. MASSS… Como ninguém nasce sabendo… rss.

      Quanto a Rowena, ela nunca foi realmente inútil. É que os produtores trabalharam ela no plot Crowley ao máximo para criar um base e empatia suficiente para a futura parceria com os Winchester. Digamos que ela esteve apenas em banho maria, rss.

      Sobre a série, os próprios canais levam extremamente em conta a viabilidade da longevidade de qualquer série. Logo, jamais dariam continuidade se não fosse um projeto promissor o bastante para durar tanto. Uma prova disso foi a maior audiencia desde a 5ª temp em plena nona temporada. E a série ainda consegue nos surpreender. Apenas adotou um estilo segmentar alternativo, abrangindo mais o intervalo entre os momentos clímax e isso se fez necessário também, pelo risco de ter que terminar a série antes do prazo com a incerteza de cada renovação. Ou seja, não acho que deva parar enquanto houver um desenvolvimento de qualidade e isso, a série ainda mantém.

      Obrigado pelo carinho pelo site e pelos elogios ao Review! Fico muito contente que tenha gostado. Sempre os componho com carinho. Volte SAMpre!

  2. Não concordo com quem ache que a série deve acabar, vejo supernatural muito melhor do que outras séries mais novas. Sobre a review, gostei muito, mas concordo com o ânonimo acima, a dessa semana superou muito as anteriores, está bem mais interessante, menor e muito mais organizada. Esse site é o meu preferido, pois está sem se reinventando. Parabéns administradores

    • admin admin says:

      Olá Carolina.
      Que ótimo saber que os leitores estão se satisfazendo. Os reviews estarão sempre em processo de desenvolvimento, assim como a série. É ótimo saber a opinião dos leitores sobre tudo o que desenvolvemos. por isso sempre incentivamos a comentarem e compartilharem suas opiniões. Este espaço é cedido para isto, para se exporem e comentarem. sintam-se sempre a vontade e Voltem SAMpre 😀

    • admin admin says:

      Sobre o fim da série é uma questão de opinião.
      Eu particularmente sempre gostei muito de SPN, MAS só a partir da oitava temporada que virei realmente fã. Antes disso, tinha largado a série na quinta temporada e jamais imaginei estar aqui hoje escrevendo sobre os episódios, algo que o site me proporcionou o prazer justamente por ser um espaço especial dedicado a série, feito de fã para fã. Logo, compartilho com você sobre ser o meu site favorito sobre a série, rss. E quem acha que a série devia ter acabado é simples: Não acompanhe mais. Não é? hehe. Volte SAMpre!

  3. Anônimo says:

    essa mina é um saco! quero claire fora da série já

    • admin admin says:

      Risos. Não se preocupe que ela deverá demorar a aparecer.
      Também não me satisfez a aparição dela até então. Felizmente, Robbie Thompson, nossos Mestre dos Magos conseguiu dar um desfecho interessante a garota e aparar algumas arestas. Ao lado de Jody Mils, ela não deverá ser motivo de preocupação por algum tempo para nossa Tríplice Aliança! Obrigado por comentar e volte SAMpre! 😀

  4. Anônimo says:

    a série ta foda qro muito ver o final da temporada, a temporada 11 foi confirmada?
    gostei da review dessa semana, sempre leio so q não comento muito mas ficou bem melhor de entender e mais bonita

    • admin admin says:

      Olá. como se chama? Sim! a 11ª temporada já está confirmada!
      Que bom que tenha gostado! Nos empenhamos bastante para desenvolver conteúdo aos leitores e fãs da série. É importante que os leitores comentem sobre suas opiniões, seja sobre o que for, afinal aqui é um espaço exclusivo onde o leitor pode opinar e até sugerir. É um meio direto de sabermos o que o leitor pensa, gosta, etc. Uma dúvida: Quando diz melhor de entender se refere ao visual? as imagens ou a escrita? Volte SAMpre 😀

    • Anônimo says:

      EU TBM O FINAL VAI SER DEMAIS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.