[REVIEW] Comentando o Episódio 9.22 – “Stairway To Heaven” de Supernatural

Notícias
domingo, 18 maio 2014 1390 Views 10 Comments
[REVIEW] Comentando o Episódio 9.22 – “Stairway To Heaven” de Supernatural

Sua opinião é importante. Deixem seus comentários no final da página.

O penúltimo episódio da temporada de Supernatural, não apenas manteve o nível da trama de seu antecessor, 9.21 “King Of The Damned”, ainda que não com uma audiência digna de seu mérito, dentre alguns fatores, os Fillers e o Spin-Off Bloodlines, elevou-o ainda mais, podendo ser facilmente classificado como um dos melhores e mais coesos episódios da temporada. Não poderia ser diferente já que Supernatural é mestre em números de encerramento em suas temporadas, por mais que hajam percalços ou oscilações.



“Stairway to Heaven” (Escadaria para o Céu), que também é título da clássica composição da banda Led Zeppelin, escrito por Andrew Dabb (foto),  é o décimo episódio dirigido por Guy Norman Bee (foto) que estreou na direção da série em 1.10 -“Asylum”, décimo episódio da primeira temporada, retornando a cargo de diretor novamente somente em 6.07- “Family Matters”. Dentre os mais recentes que dirigiu, estão 9.02 – “Devil May Care” e 8.19 -“Taxi Driver”, onde Benny se sacrifica para ajudar Sam a sair do purgatório. 

  

                        Guy Norman Bee (Diretor)             Andrew Dabb (Escritor)

Seguindo o ritmo de nossos batimentos cardíacos a apenas um
episódio do final da temporada, o episódio já se inicia direto ao ponto com uma
cena no mínimo intrigante.

Uma senhora (Enid-Raye Adams) leva seu filho a sorveteria e ao perguntar-lhe o
que deseja ele aponta para uma menina de boca cheia. Ao
dirigir-se a ela para repreender seu desequilibrado
cardápio de Diabetes, a rispidez da mesma a impede de prosseguir com sua intromissão,
surpreendendo-nos ao afirmar que não tem pais por ser um Anjo.
Antes que o diálogo prossiga, um estranho indivíduo adentra
o local, despertando a atenção da garota que alerta a Mãe com seu filho para que
fujam. O indivíduo trata-se de um Anjo que portando sua Adaga prepara-se para o
ataque que toma o local numa combustão de luz que estilhaça as janelas do
recinto. bem dirigido pontapé inicial.
     
         
     
    

A ligação entre Dean e a Lâmina entra em foco quando os
irmãos de preparam para ir a Missouri, local do incidente Angelical que
presenciamos no primeiro ato atendendo ao chamado de Castiel. Felizmente esse
inevitável assunto entre ambos foi breve e objetivo.
Bom ver que apesar de Dean estar cada vez mais ligado
a Lâmina a ponto de não querer mais separar-se dela ele aparentemente tenha dado ouvidos a Sam que
cada vez mais distante do seu modo abôrrescente e mais sensato como costumava
ser, demonstrando razão e maleabilidade ao lidar com o irmão mesmo em um tópico de
discussão de opiniões distintas, falando e o convencendo “Na Boa”. Em contraponto, Dean além de estar plenamente
ciente de que SUA decisão foi e permanecerá soberana, afirma estar
fantasticamente bem, ou seja, matar com a lâmina
o traz uma satisfação ímpar… #Medo.

  
 

Já na cena do crime, somos brindados com um ótimo “momento
Cass” que novamente provoca risadas apenas com suas atitudes involuntariamente hilárias ao chegar
primeiro na local e deixar os oficiais do departamento de polícia de
sobreaviso sobre a chegada dos irmãos como agentes “Spears” e “Aguilera”,
justificando sua perspicácia de utilizar-se do método de escolher nomes de cantores populares para as
identidades do FBI, que fez seu dever de casa ao escolher os nomes das cantoras
Pop Britney Spears e Christina Aguilera. Impossível não rir, Digno de Castiel
pois. Enquanto isso Gadreel (Tahmoh Penikett) questiona Metatron (Curtis Armstrong) sobre a eficiência de seus
planos.
O
comportamento do Escriba evidencia uma disfuncional concepção de senso de correto já
que apesar de todo o abalo sísmico de proporções estratosféricas que causou, ele
ainda se vê como o Benfeitor da reestrutura da história. Que perigos além dos já
vistos alguém tão auto-indulgente e hermetista pode
provocar?

 
  
 
  
No “Bunker Angelical”, a câmera de um cliente gravou o momento em que ocorreu a explosão e descobrem que o empasse não
passou de um sacrifício de Oren que em nome de Castiel cravou renas
enoquianas no corpo para focalizar a energia de sua combustão no intuito de
dizimar a  garota Anjo Esther (Farryn Vanhumbeck), uma das de
Metatron .
Tais revelações geram certo atrito entre Dean e Cass, já que
Dean praticamente joga na cara do Anjo que sua liderança foi um caos na ultima vez e gerou efeitos colaterais
catastróficos e que a história estava prestes a se repetir com o fanatismo
distorcido de Oren que custou vidas inocentes, ainda que Castiel afirme que
jamais ordenou tal missão suicida. Dean nunca foi sutil mas foi um tanto
frustrante ver o quando a credibilidade de Cass foi questionada de sua parte,
embora tenha sido uma boa tática enviar Sam junto a ele para verificar as
pistas de Josiah.

 
   
Melhor ainda foi a veemência de Castiel se opondo a Dean,
renegando as ordens do mesmo em prol de sua integridade, que contribuiu para
mais um dos poucos freqüentes mas interessantes momentos interativos de Sammy e
Castiel a caminho de colorado, questionando a integridade do cociente de Dean,
cada vez mais dispersa. Ainda assim o mais interessante do breve diálogo entre
os dois é a questão do fanatismo religioso e as conseqüências quais sequer os
anjos conseguem se manter imunes. também interessante é ver Castiel inseguro se tratando sobre as dimensões da Fé com Sam que diferente de Dean, Cético como só ele, procura realizar um julgamento mais justo não limitado
a concepções particulares.

  

Enquanto isso Metatron demonstra sua eficácia (ou falta
dela) no encontro com Tyrus (Kevin O’ Grady), Anjo-líder da facção angelical remanescente, em uma
partida de Boliche. É ali que encontramos o Anjo caído mais carismático e que, diferente de Malachi e Bartholomew, tem senso de humor, sarcasmo e um
afiado senso prático e objetivo de gestão de sobrevivência. Não o bastante, sua
sinceridade ríspida porém incontestável anula as habilidades de persuasão do
Escriba e neutraliza a eficácia de sua lábia que restringe-se a manipulação do ortodoxo
senso de obediência atrelado a instabilidade emocional como efeito
colateral dos céu fora de seus eixos. Enquadrado na urgência de seus objetivos e a inflexibilidade de Tyrus ao
seu acervo de propostas, Metatron recorre a ameaça, inútil por desfavorecer seus planos. Tyrus sugere uma partida para
ceder a uma possível negociação. Ver Metatron esculachado e de mãos atadas não tem preço. #PalmasTyrus.
 “Seria inútil pois
continuaria sendo você, um Nerd tentando ser popular.”
Tyrus.
  
   
  
 

Enquanto Sam e Cass partem atrás das pistas deixadas por
Josiah em Colorado, Dean interroga FlagStaff (Karen DeZilva), uma integrante da facção de Cass
que o tira do sério ao afirmar que o odeia por se proclamar um herói quando seu método de salvar vidas é baseado no uso de armas para tirar mais vidas. Eis um
paradoxo. É compreensível a reação de Dean ao ter o lema do negócio da família
relegado a um deturpado senso de justiça pela arrogância de um Anjo com ar de
superior quando todos estão no mesmo barco, mas essa reação se deve ao
fato de estar suscetível a truculência da marca ou por que a verdade pode ser
amarga por ser verdade? Dúvidas pertinentes a parte, Flag revela
nomes de pessoas ligadas a Oren e surpreende-se com o nome de Tessa, a ceifeira
quem o guiou na inversão de papéis na sexta temporada, entre eles.

  
 

Em Montana, Sam e Cass chegam a um local que erradia energia a
qual Castiel não sentia desde o Céu. Dean rastreia Tessa (Lindsay McKeon) através da Ambulância
do Hospital e a impede de adentrar o Teatro, exigindo que ela conte onde está
Constantine (Max Kashetsky). Enquanto isso Metatron se despede de Tyrus após a tentativa
frustrada de vence-lo na partida, quando são surpreendidos por um dos
“seguidores de Castiel” que se suicida diante deles. Dean interroga Tessa no Bunker Angelical e é
impedido de tortura-la . Sam e Cass passam por uma série de etapas com direito a várias referências do cinema contemporâneo para encontrar o portal secreto para o Céu que não passava de uma enganação arquitetada pelo Escriba que apesar das desvantagens, ainda domina as próximas páginas dessa aventura. Saberá mesmo ele o Final
dessa história?
O corpo de Josiah
é encontrado queimado por Oléo Sagrado que nos últimos momentos de vida, expressa a profunda a urgência dos Anjos que desejam retornar ao lar.

  
 
  
   
  

Conseguimos compreender melhor o sentido de tantos Anjos
estarem dispostos a sacrificarem-se nessa missão suicida através de Tess que
explica a Dean que a insignificância de ter que ouvir as vozes desesperadas daqueles
que não podem ir aos Céus e manter-se de mãos atadas, foi recompensada pelo
propósito de morrer em prol da causa de Castiel. Infelizmente ela própria se
mata utilizando-se da lâmina de Caim que Dean portava. Amordaçado pelo esquadrão Castiélico, Cass e Sam o libertam
e os irmãos  discutem sobre, segundo o próprio Dean, o acordo estúpido que descumpriu que custou a vida de Tess. A discussão é interrompida pela vídeo chamada
de Metatron para avisar que o ataque terrorista do Anjo em seu
nome feriu Gadreel, matou Tyrus, mas ele permanece intacto e agora em posse de
toda a legião de Tyrus, em virtude de sua morte.
 
  
 

Não o bastante, ele revela
em frente a todos os anjos que Castiel esta em posse de uma graça roubada,
fazendo com que todos o abandonem quando se recusa a punir Dean pela morte de
Tess, matando-o. Apesar de toda tensão gerada pelo momento, sabíamos que
Castiel jamais tiraria a vida de Dean dessa forma. Enquanto isso, Gadreel demonstra insatisfação em relação a meticulosidade desenfreada do Escriba de Deus por ter simplesmente feito de Tesse Constantine, meras peças de seu tabuleiro, que ele manipula a seu bel-prazer para satisfazer esse capricho em se tornar onipotente, nada sutil em mostrar que o usou sem achar necessário deixá-lo ciente dessa sua estratégia.

 
  
 

No auge de sua intransigência, Dean retifica sua instabilidade quando questionado por Sam sobre os atos tomados pelo instinto sem calcular seus efeitos colaterais, recorrendo a omissão e a mentira para concretizar seus planos priorizados pela individualidade, passando por cima de quem e o que for preciso, incluindo a relação fraternal com Sam.
No momento em que ele deixa claro que não se trata mais de trabalho em equipe e dissipa qualquer chance de Sam opinar, afirmando que é uma ditadura que irá determinar as decisões, percebemos o quão longe de ser o mesmo Dean que ainda se importava com o irmão no início da temporada. Em contraponto, seu vínculo com Cass, nos eixos a princípio, pode representar uma luz para que sua humanidade não seja definitivamente suprimida. Antes que possa se pensar a respeito, surge uma visita inesperada: Gadreel.

 
  
Gadreel adentra o Bunker oferecendo a aliança que Castiel o oferecera outrora e se dispõe a colaborar revelando a localização e tudo o que sabe sobre os planos de Metatron, agora plenamente ciente de que compactuar com ele representa uma distorção de resolução. Após um silêncio mútuo do trio, Dean toma a iniciativa de oferecer a mão a Gadreel e aceitar a aliança. Porém, ele é tomado pela fúria em posse da Lâmina e não perde a oportunidade de ferir Gadreel repentinamente, impedido de prosseguir por Sam e Cass.    
 
  

Sabemos que além de ter sido ludibriado por Gadreel desde o primeiro episódio utilizando o corpo de Sam como receptáculo, a morte de Kevin em pleno Bunker intensificou sua sede de vingança contra o Anjo. Seria esse o incentivo que faltava a Dean para que perdesse definitivamente o controle e fosse consumido pelo instinto destrutivo da Lâmina? Gadreel sobreviverá? Como será o confronto entre o trio e Metatron com seu exército Com tamanha instabilidade de Dean para comprometer o sucesso dessa missão?

Termina em “Do you Believe In Miracles”…
  
  
Se você ainda não viu o Episódio 
 
 
Comentarios do Facebook

admin

admin

Prazer, somos Hunters! Estamos desde 2008 atualizando este site com o intuito de criar um acervo virtual da série Supernatural, com compartilhamento de arquivos de forma simples, grátis e original ao alcance de todos . Sejam bem-vindos!

1926 posts | 355 comments http://www.sobrenaturalbrazil.com.br

10 Comemtários

  1. Anônimo says:

    Acredito que passará de 2 milhões de telespectadores,todos os fãs estão loucos pra saber como o Dean vai fica com os efeitos da lamina e como será o fim de Metraton, estão de parabéns pelo sucesso,boa noite.

  2. Camaleão says:

    Muito bom. Quase perfeito.
    Confesso que a temporada anterior estava cansativa, onde, na minha opinião, os roteiros deixaram a desejar.
    Essa temporada está muito boa, contudo ainda falta uma definição melhor para alguns personagens que saíram. Sem contar as saudades de Bob e Kevin.
    Ah, isso é muito importante: um GRANDE PARABÉNS a todos vocês pelo excelente trabalho.
    Abraços.

  3. Camaleão says:

    Simplesmente de mais.
    Essa nova temporada está quase perfeita.
    Confesso que estava ficando cansado da anterior. Contudo ainda estão devendo um final concreto a certos personagens. Sem falar no Bob, no Kevin e outros. Saudades.
    Ah, isso é importante. Um GRANDE PARABÉNS a todos vocês pelo excelente trabalho.
    Abraços.

  4. oi Harley, o episódio foi muito bom, mas o Dean esta tomado pelo o efeito da marca de Caim e a lamina, mas eu estou gostando da atitude dele com o Sam, já que antes ele priorizava demais o irmão agora acabou, agora é o trabalho em 1 lugar,não era assim que Sam queria? quando disse que iam trabalhar mas não como irmãos, então… o Gadreel foi apenas ferido por Dean, mas ainda assim ele morre depois, acredito que o foco da 10 temp. vai ser controlar Dean até eliminar essa marca, que ao matar Caim essa maldição devera desaparecer, estou muito feliz pela 10 temp. e espero que não demore a começar… Abraço Harley.

  5. Mila Sabino says:

    Ótimos episódios, queria saber se tem algum aplicativo para celular que der pra ver episódios online boa noite

  6. Mila Sabino says:

    Ótimos episódio , queria saber se tem um aplicativo pra celular pra ver os episódios online do Supernatural

  7. Mila Sabino says:

    Ótimos episódio , queria saber se tem um aplicativo pra celular pra ver os episódios online do Supernatural

    • admin admin says:

      Ola Mila. Realmente foi um episódio intenso, ótimo de fato.
      Quanto ao aplicativo, o que é possível é que vc tente acessar os epísódios online do site através da conexão Wifi que trará estabilidade na reprodução da mídia, caso seu aparelho comporte reprodução de mídia através de sites. Volte SamPre

  8. Elisa Martins says:

    ótimo Episódio, Só Espero Que Isso Da Lamina Não Se Estenda Para a Próxima Temporada. Meu Medo e Transformarem o Dean em Um Louco Assassino Que Vai Sair Querendo Matar Tudo Quanto é Tipo De Coisa Sozinho ou Do Jeito Que Está Quem Sabe Vilão.Não Gostaria Que Cas e Sam Passem a 10ª Inteira Tentando Resgatar a Humanidade do Dean,
    Belo Post Pessoal Parabéns =)

    • admin admin says:

      Olá Elisa Martins!
      Realmente é um receio que permeia a mente de alguns fãs e infelizmente faz sentido. Mas acredito que não haja uma extensão da lâmina na próxima temporada, mas é difícil afirmar algo antes do Season Finale. Obrigado pelos elogios Elisa, ficamos contente em saber que há leitores satisfeitos com o conteúdo que desenvolvemos com tanto carinho e empenho. Volte SamPre ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.