[Review] Comentando o Episódio 9.09 – “Holy Terror” de Supernatural

Notícias
domingo, 08 dezembro 2013 1095 Views 3 Comments
[Review] Comentando o Episódio 9.09 – “Holy Terror” de Supernatural

Escrever sobre Supernatural é um exercício e tanto já que a tempestuosa temporada literalmente vem dando o que falar (e felizmente), rendendo a segunda maior audiência do nono ano. Segue aqui mais um versículo da nossa “Tábua dos Hunters”.

Eugenie (Escritora do Episódio) e o Marido Bob Singer (Produtor da Série)
“Holy Terror” foi escrito por Eugenie Ross-Leming (Foto) e Brad Buckner que dentre os episódios mais recentes também escreveram 9×03 – I‘m No Angel e 8×19 – Taxi Driver (Onde Sam vai resgatar a Alma de Bob do Inferno e Dean pede a Benny que o resgate do Purgatório) e dirigido por Thomas J. Wright que dirigiu entre os mais recentes 8×22 – Clip Show (Onde Crowley ameaça matar toda vitima já salva pelos irmãos e Castiel é persuadido por Metatron).
 
Um grupo de mulheres de um ministério de canto religioso adentram um bar de motoqueiros onde a direção se mostra afiada já que o suspense só nos deixa cientes de quem se tratam no momento em que as adagas de ambos grupos são sacadas.
Ironicamente as “Damas de branco” saem vitoriosas e partem cantarolando no ônibus.

 
 
  

Dean e Ezekiel conversam no carro, nos causando desconforto em ver o Anjo tomando cada vez mais liberdade de manifestar-se inclusive nas tradicionais conversas no carro entre os irmãos enquanto o pobre Sammy fica sem compreender seus constantes lapsos de memória, cada vez menos satisfeito com a justificativa de ser conseqüência dos testes. “Eu mentiria?” -Dean.

 

 

Ao chegar no local do massacre disfarçados como agentes do FBI, Sam e Dean são surpreendidos com a noticia de que um colega já estava lá (passou a mente que poderia ser Garth). Era ninguém menos que nosso anjo Steve-Castiel-Clarence, devidamente trajado que infiltrou-se no caso antes dos irmãos.
Foi gratificante ver o anjo em cena mais auto-suficiente, espontâneo e tomando a frente 
de casos, já que aprendeu com os melhores.
   
  

Embora Dean não tenha reagido bem a intervenção do nosso atendente do Gas N Sip, em contraponto Sam demonstra orgulho pelo novo “Agente” em cena, nos relembrando que os irmãos são como peças de Quebra cabeças: diferentes mas que juntas se completam.
Cass está de volta na cidade”.
Essa cena lembrou o ótimo episódio 8×08 – Hunteri Heroici, onde o Anjo exclamou:
Quero ser um Caçador” demonstrando sua vontade em integrar o Negócio da Família.

 
  
Conhecemos Malachi, o Anjo anarquista que lidera sua própria facção de anjos caídos que se opõem a intervenção de Bartholomeu e seus planos para a terra.

A produção retratou bem a diferença entre os anjos contrastando-os visualmente com seus figurinos distintos: o sofisticado terno para a facção de Bartolomeu e o oposto aos aliados de Malachi, como deselegantes rebeldes.
Insultados pela ausência de Bart no encontro e chamados de “Cães de rua”, os Anarquistas aniquilam os representantes de Bart demonstrando ser potencialmente o lado mais implacável entre os anjos caídos.
 
 

No Bar, Castiel demonstra-se mais familiarizado como humano sem aquele semblante de melancolia e tristeza que o assolava na ultima aparição, falando com mais naturalidade do que viveu e presenciou, como seus momentos com April: “Tão gostosa e tão legal…”.
Em que momento imaginaríamos Castiel que sempre foi a “inocência-pura” exclamar tais palavras?
 
Tal cena remeteu ao episódio 5×04 – The End, onde viajamos à um futuro alternativo em que Sam é Lúcifer em seu terno branco e Castiel se transformou em uma espécie de Guru do Sexo pronto para uma orgia com suas devotas. Seria mais que mera coincidência?
 
  
 
Antes que pudéssemos terminar de rir com Castiel de pileque, Ezekiel se manifesta, exigindo a Dean que tome providencias sobre o suposto risco que Cass representa ao lado deles mas é questionado sobre seu temor constante e sai do recinto.

Lá fora, ninguém menos que Metatron reaparece diante de Ezekiel afirmando saber quem ele realmente é, que para nossa surpresa, não é Ezekiel (!)
 
 

A tensão do Anjo ao ouvir a afirmação de Metatron é quase tão Palpável quanto o impacto da revelação em si, afinal por mais que Ezekiel tivesse atitudes suspeitas tem consideráveis créditos a seu favor por salvar a vida de Sam, Castiel e Charlie.

É ai que somos apresentados à verdadeira identidade do Anjo: Gadreel, o Anjo Guardião do Jardim do Éden que foi condenado a viver aprisionado por não ter impedido que a serpente entrasse.

 
 
Parabéns a produção e direção da série que conduziu os acontecimentos tão bem que apesar das suspeitas do representante celestial, jamais nos ocorreria que não fosse o próprio Ezekiel quem estivesse ali. Eis o motivo pelo qual o Anjo intruso impôs a escolha entre ele e Castiel no Bunker a Dean e nunca o queria por perto já que a descoberta de sua identidade estaria em jogo. Além disso, um detalhe sutil que passou desapercebido por muitos no episódio de estréia 9×01 – I think I’m gonna like it here, quando, ainda no antigo receptáculo, ele impede o “Anjo Marido” de Matar Dean e este afirma não reconhecer Ezekiel.
 

Mais uma vez, o escriba se aproveita da instabilidade de seus alvos oprimidos pela sua meticulosidade e o dever de obediência pelo correto a retomar o céu de Gadreel e consegue persuadir o anjo a ser seu novo aliado. Assim como fez com Castiel na oitava temporada, o ponto forte de Metatron é conhecer a natureza dos anjos como ninguém. Ele aproveita-se do sentimento de culpa, remorso ou ainda o desespero dos anjos em fazer o que é preciso em servir os propósitos divinos, sabendo que buscam fazer o correto, ainda que nem sempre o façam.

   
Por que Metatron escolheu apenas Castiel e Gadriel para persuadir invés de Naomi, Bartholomeu ou ainda Malachi? Por que como Malachi afirmou a Castiel: “Sua virtude é a sua punição”. Apesar de seus erros pela ausência de orientação divina, os objetivos de ambos são tendenciosamente louváveis e benevolentes como deve ser natural em seres celestes. Em síntese, ele escolhe os anjos Bons e Fiéis a causa. Castiel acaba capturado pelos aliados de Malachi, que rastreiam Muriel, A “anja” que atende suas preces depois de horas clamando por assistência de diversas formas de maneira involuntariamente cômica.
 

Durante a tortura, Malachi revela a ele que dentre muitos, Ezekiel morreu na queda e ordena que Cass não seja poupado e deixa-o nas mãos de Theo, o Anjo torturador, que inesperadamente pede a Castiel que fale com Metatron para que o leve ao Céu e o torne um aliado.
 
  

Destaque para Theo que retifica em cena a instabilidade dos anjos fora de seu habitat natural, nos fazendo lembrar que eles não são como humanos e sim criaturas com o propósito da obediência divina acima de tudo e logo, sem ter a quem obedecer, eles são relegados a tomarem decisões não-condizentes com sua natureza que não podem negar, gerando os conflitos internos que os levam a cometer tantos erros.
  
Além disso, foi ao ouvir as palavras de Theo que Castiel abriu os olhos para que fizesse o que tinha que fazer, ultrapassando a linha tênue de seus princípios como mentir, blefar e roubar a graça do mesmo em uma cena ápice que além de surpreender, nos faz vibrar com sua aura angelical reluzente como no épico episódio 8×07 A Litlle Slice Of Kevin, quando o Anjo retorna do purgatório e bota Crowley para correr.

  
 
   

 

Cass liga para Dean, o avisa sobre Malachi, diz ter se tornado um Anjo-Bárbaro e afirma que fez o que tinha que fazer, afinal se vamos para a guerra, é preciso estar pronto. É nesse momento também que Dean descobre que não se trata de Ezekiel que está dentro de Sam e corre para Kevin providenciar um feitiço que enfraqueça o Anjo para que Sam possa retomar o controle e expulsar seu Hospéde intruso.
 
 
Enquanto isso, Gadriel aceita unir-se a Metatron em seus propósitos para o bem do Céu, com a garantia de que assim apagará a marca de tudo pelo que foi punido além de tornar-se também, peça-chave para restauração Celestial. Mas como nada vem de graça o Escriba exige que Gadriel prove fidelidade  que ele neutralize as ameaças da missão e impõe a decisão ao Anjo de tornar-se um “Abatedor”, entregando-lhe o primeiro item da lista que o deixa apreensivo.
  
Kevin e Dean preparam o sigilo de proteção para que Dean tome providencias sobre a possessão de Sam e a tensão atinge níveis estratosféricos quando Dean o leva ao depósito para conversar e toca o símbolo de ignição para enfraquecer o Anjo hospedeiro e revela tudo a Sam. Pobres de nossas unhas…

 
  

 

Dean revela que permitiu que o anjo entrasse para cura-lo sem seu consentimento mas que o Anjo mentiu sobre quem era e que o irmão precisa expulsa-lo, Mas Sam parece ser tomado por uma espécie de implosão e sai do recinto soqueando Dean e se depara com Kevin, aproxima-se de forma suspeita e toca a cabeça do profeta, iluminando seu rosto e levando-o ao chão com os olhos queimados.
 

 

Dean corre até ambos mas é impedido de se aproximar por Gadreel que o neutraliza contra a parede afirmando: “Não há mais Sam.” revelando para o Winchester Primogênito que fez bem seu papel. Será?
 
  
Quem pode nos garantir que seus olhos não iluminaram-se depois de Sam sair pela porta, já que impedir os próximos passos de Sam era vital para não perder o controle sobre ele após essa bombástica revelação, ainda que ele tenha dito que se antecipou?
E a temporada encerra seu primeiro ciclo com chave de ouro, cheia de reviravoltas surpreendentes. Kevin realmente morreu?
O fato de ser um Profeta o torna mais do que um alvo comum de uma entidade celestial. Como vimos em 5×22 Swan Song, o Paradeiro de Chuck ainda é incerto e sua morte pouco provável, ainda que o posto de Profeta tenha sido passado à Kevin.
 

  

As suspeitas sobre o Anjo usurpador mostraram ter seu fundamento, contudo, seu caráter não se demonstrou malévolo, o que não justifica ter “abatido” o profeta, mas como ficou claro, foi uma imposição do megalomaníaco Escriba de Deus.

Além do mais, Gadreel possivelmente acabou culpado pelo que não fez, já que Metatron sequer duvidou de sua inocência afirmando: “Alguém tinha que levar a culpa”.

Se de fato Kevin se foi, apenas retificará as palavras do próprio que sem saber acabou profetizando seu destino: “Sempre confio em você e sempre me ferro”.
 
  

Nesse episódio também ficou claro que “Fiz o que tinha que fazer” é o lema que rege os Anjos. Castiel passou tanto tempo entre os humanos ao lado dos Winchester que involuntariamente ofuscou seu instinto angelical, agora necessário e recuperado para o que está por vir. Mas quais serão os efeitos colaterais de utilizar a graça de outro Anjo como Theo? E agora, Dean? 
Estejam a vontade para comentar, suas opiniões são bem-vindas.

Continua 14 de Janeiro de 2014…
Se você ainda não viu o Episódio 
 
 
Comentarios do Facebook

admin

admin

Prazer, somos Hunters! Estamos desde 2008 atualizando este site com o intuito de criar um acervo virtual da série Supernatural, com compartilhamento de arquivos de forma simples, grátis e original ao alcance de todos . Sejam bem-vindos!

1926 posts | 355 comments http://www.sobrenaturalbrazil.com.br

3 Comemtários

  1. Anônimo says:

    Os arcanjos não foram protege-lo porque Miguel e Lúcifer estão trancados na jaula Raphael e Gabriel estão mortos.

  2. Danielle says:

    Pergunta sobre o Chuck (sumido desde a 5a temporada). No Swan Song, ele termina de escrever o manuscrito da história de Dean e Sam e desaparece. Para mim, ficou constatado que ele era bem mais que um profeta; ele era Deus. Num painel de convenção em 2011, o próprio ator confirma isso. Estou enganada?
    Acho que o grande problema da produção de SPN é isso: introduzem fatos, artefatos e personagens e convenientemente resolvem "esquecê-los", como esqueceram o Jesse Turner (vulgo "anticristo"), um ser poderosíssimo.

  3. Porquê nenhum arcanjo veio proteger o Kevin na hora de ameaça? Isso muda devido ao fato de que os anjos caíram?
    Eu acredito numa provável volta de Chuck, e gostaria muito que Ellen e Jo voltassem (embora não seja possível).
    E aquele garotinho super poderoso que apareceu e sumiu em um episódio só? Por onde será que ele anda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.