[Review] Comentando o início da 9ª temporada de Supernatural

Review
quinta-feira, 17 outubro 2013 1224 Views 5 Comments
[Review] Comentando o início da 9ª temporada de Supernatural
Olá Pessoal, Eis aqui a estréia da Resenha Semanal sobre os episódios da atual temporada da série, onde no espaço abordaremos uma perspectiva analítica alternativa da trama de cada novo episódio.
Indispensável fazer menção ao excelente episódio de estréia 9×01 – “I Think I‘m gonna Like it here”, Onde tivemos uma sequência de cenas muito bem dirigidas com roteiro consistente, dinâmico e envolvente, como de praxe, sobretudo a cargo de Jeremy Carver, quem consolidou novamente a incontestável posição de fenômeno da série na temporada anterior.
Tivemos ótimos momentos de tensão com a queda dos anjos e a manifestação de outros que já habitavam a terra, revelando uma verdadeira reação em cadeia angelical.
Destaque (entre tantos) além da bem recebida introdução de Ezequiel, “O anjo que ainda acredita na causa”, para o ator John Voth (foto), o “Anjo do café da manhã” o primeiro a ouvir as preces de Dean que, apesar do diálogo quase nulo e aparição breve, representou bem, com uma postura impositiva, o temor que os anjos despertam com a nulidade de sentimentos e a imprevisibilidade de seus atos (Se são mocinhos ou não), ao ouvir a prece bem como em cena com Dean onde lutam entre si em uma bem dirigida cena de ação, um dos ápices do episódio também, pelo suspense a cerca de Crowley no porta-malas.
John Voth (O Anjo-marido no Café da Manhã)
E falando em ápices, não há como deixar de citar o “retorno” de nosso querido Bobby, muito bem inserido no inconsciente de Sam, já que seria forçado demais colocá-lo em cena sem esclarecer a questão de sua alma liberada por Naomi anteriormente.
Jim Beaver nos brinda na pele de Bob com seu peculiar linguajar esdrúxulo aconselhando Sam, contrariando Dean e nos trazendo de volta aos velhos tempos de discussão em família entre o trio. Um presente aos fãs, sem dúvida.
E eis que surge outro presente aos fãs: Morte.
Com todo seu requinte, elegância e a postura impositiva de toda sua significância, pronto para levar Sammy, por vez disposto a morrer definitivamente, não fosse a intervenção de Ezequiel se passando por Dean para convencê-lo a não desistir de lutar por sua vida em outra sequência de “cenas-ápice”.
Não menos importante, Cass e sua “inocência-pura”, protagonizam a tônica cômica da película na tentativa frustrada de dissuadir o motoqueiro no telefone mas também protagonizando um tocante momento de humanidade onde se depara com a difícil decisão de utilizar sua única moeda para lavar sua roupa ou saciar sua sede.
A transição imposta pela perda de suas asas o fizeram sentir na pele a necessidade de transgredir valores em prol da sobrevivência, nos levando a uma dúvida: O que aconteceria com um anjo humanizado em seu próprio receptáculo?
E o que aconteceria ao humano sendo transformado em anjo inconscientemente?
O humano sucumbiria ao anjo ou o anjo sucumbiria ao humano? …Ou ambos?
Teria o desespero de Dean sido o fator decisivo ideal…?

 

 EPISÓDIO 9.02 – DEVIL MAY CARE
Neste aguardado segundo episódio da nona temporada, O foco fica nas demais arestas pendentes na trama: Abaddon, Crowley e Kevin.

 

Dean e Sam levam Crowley, até então no porta-malas do Impala, para a “Batcaverna” (Bunker) e Abaddon dá as caras em uma ótima cena de invocação nos fazendo matar a saudade dos rituais como Meg costumava fazer nos velhos tempos, surgindo mais bela do que nunca e revigorada na banheira do rito de sangue, recrutando os remanescentes demônios para ficarem a seu lado.
Assim como Crowley, quem sabe até mais, Abaddon mostra-se uma meticulosa estrategista e evidencia sua capacidade em assumir o trono do inferno ao possuir soldados para usufruir de suas habilidades militares.
Na “Batcaverna” (Bunker), constatamos o fardo de ser um profeta….

 

Assim como foi para Chuck, o destino é tão nebuloso quanto o questionável propósito destinado a eles, evidenciado cada vez mais  fidelidade a insegurança e fragilidade emocional de nosso pobre Kevin, seja estando suscetível as persuasões de Crowley com a promessa de trazer sua mãe de volta se solta-lo, assumindo o papel de Bobby e Garth como o superior no disfarce dos oficiais do FBI e especialmente na tocante cena em que derrama lágrimas diante de Dean quando este afirma que ele é parte da família demonstrando que no fim das contas o jovem acaba sendo nada mais do que um garoto perdido no caos do Sobrenatural como os próprios Dean e Sam já foram outrora.

 

 

Surge uma nova personagem, bela, jovem, morena, de corpo esbelto e aparentemente indefesa, demostra potencial como caçadora ao eliminar um motorista de presas que nos lembra e traz saudades de nosso vampiro camarada (Benny).
A aparição de outras criaturas dentro do mesmo episódio pode ser um indício que esta temporada promete ser intensa ou até a esperança de um desfecho mais justo para nosso Benny (Volta logo Benny! :D).
A produção a cargo de Bob Singer e o saudoso Jeremy Carver permanece cada vez mais preciosa sempre buscando resgatar marcas da trama como as investigações em campo e os disfarces, além de explorar novas nuances aqui e ali como a feminilidade de Abaddon, autora de intenções inesperadas como a de tornar Dean seu receptáculo por exemplo.

 

  
  
Constatamos que Crowley aparentemente em nada mudou, com seu peculiar sarcasmo, cinismo e prepotência tentando manipular Kevin e provocando os Winchester. Mas, também vimos que algumas lembranças do seu “exorcismo” na igreja involuntariamente permeiam sua mente…

 

Confesso que de momento, simpatizo com Ezequiel, pois como a própria Mylla já havia mencionado, os Winchester precisam de aliados e ao proteger Sam, afugentando a cavaleira do inferno, ganhou outro voto de confiança e de quebra nos brindou com uma ótima cena de manifestação angelical nos remetendo a tempos áureos, lembrando o poderoso Miguel na plenitude de seus poderes, abrindo suas asas, além de servir como uma espécie de confidente conselheiro a Dean, o único ciente do que ocorre com Sam de fato.
Não são poucas as questões acerca do que está por vir, mas as perguntas que não querem calar ao término do episódio são:
Quais serão os efeitos colaterais do processo sofrido pelo nosso Rei do inferno?
O que será dos Winchester sem o reforço angelical de Castiel e do próprio Cass, agora refém de sua humanidade?
Realmente é possível que Sam esteja se sentindo feliz ou seria apenas Ezequiel confortando Dean para que ele se sinta mais seguro em permitir que o Anjo permaneça em seu novo receptáculo?
Se você ainda não viu o Episódio
Comentarios do Facebook

admin

admin

Prazer, somos Hunters! Estamos desde 2008 atualizando este site com o intuito de criar um acervo virtual da série Supernatural, com compartilhamento de arquivos de forma simples, grátis e original ao alcance de todos . Sejam bem-vindos!

1926 posts | 355 comments http://www.sobrenaturalbrazil.com.br

5 Comemtários

  1. admin admin says:

    Obrigado Ernandes, Fico contente que tenha gostado do review. Aguarde o review do episódio 9×03 que já está no ponto para ser publicado 😉

  2. admin admin says:

    Obrigado pelo comentário Florilza! Ficamos muito contentes que tenha gostado do novo visual, decidimos dar uma bela renovada no visual do site em homenagem a nova temporada que começou pegando fogo e Mylla passou um bom tempo renovando não apenas o visual mas todo o conteúdo do site.
    Quanto aos reviews do início da temporada, Agradeço muito pelos elogios, fiz com muito carinho para agregar ao conteúdo do site.
    Continue acompanhando a temporada e aguardo o próximo review do episódio 9×03- I'm no Angel! 😀

  3. Ernandes94 says:

    Ótimo artigo!
    Li cada linha com atenção rsrs.
    Realmente os dois episódios foram fantásticos, gostei, e essa nona temporada promete!

  4. Anônimo says:

    Nossa ! Ficou D+ …seus comentários arrasaram. O visual ficou melhor – inclusive a visualização (anteriormente tinha dificuldades em ler e postei várias vezes sobre assunto). Tb gostei do epi, espero que continue no mesmo ritmo….apenas sinto falta dos fillers com bruxas, fantasmas, lendas – afinal isso tudo tb ainda é SUPERNATURAL, não ????? (Florilza)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.