Entrevista com Eric Kripke sobre novo livro de Supernatural

Papo Hunter
sexta-feira, 21 dezembro 2012 699 Views 0 Comments
Entrevista com Eric Kripke sobre novo livro de Supernatural
Vasculhando por aí…encontrei um artigo no Site TVOvermind falando sobre o novo livro da série Supernatural lançado em novembro deste ano, com uma entrevista do criador da série Eric Kripke, revelando detalhes até então, mantidos em segredo. O artigo é grande, não traduzi todo e nem ao pé da letra. Adaptei algumas coisas para melhor entendimento.
O novo livro “The Essential Supernatural: On the Road with Sam and Dean Winchester”, é como uma bíblia para os fãs de Supernatural. É um incrível livro de cabeceira, que inclui fotos dos episódios, bastidores e entrevistas com o elenco, personagens recorrentes e os escritores que narraram a série desde o piloto até os atuais episódios da oitava temporada. Nicholas Knight, que já trabalhou em muitos guias/livros da série no decorrer dos anos, sempre deu aos fãs a oportunidade de visitar os bastidores da série (que é algo que milhares de fãs gostariam). Foi graças ao sucesso desses guias lançados por ele que veio a ideia de criar este livro e fazer uma coleção mais abrangente de Supernatural. O criador original da série, Eric Kripke, foi convidado a auxiliar na escrita e imediatamente topou. Apesar do fato dele já estar comprometido com outra série (Revolution, NBC), ele diz que “Supernatural sempre será meu primeiro filho” e que ele é muito orgulhoso da série e de todas as pessoas envolvidas nela.
O que nos levou a uma entrevista recente com Kripke e outros jornalistas envolvidos no guia da série. Kripke falou sobre sua experiência no show, como a greve dos roteiristas e mudanças no quadro de escritores, o que mudou a série de alguma forma, fazendo-a crescer de um pequeno show de dois irmãos lutando contra monstros para uma grande luta para evitar o Apocalipse.OLHANDO PARA O SHOW
traços

“Agora que eu estou fora da rotina diária, o estresse e a ansiedade de Supernatural, eu estou assistindo mais e percebo que o show está em tão boas mãos com Jeremy Carver e Bob Singer. Isso me dá a oportunidade de olhar para trás, naquela época que se iniciou em 2005…eu diria de forma emocional, muito parecido como quando olhamos fotos antigas de amigos e familiares, olho para trás com saudades e com muito orgulho. Acho que criamos algo realmente especial. Acho que tivemos a combinação perfeita de roteiristas, produtores, estúdios e rede que realmente nos permitiu fica longe das coisas, nos deu liberdade de criação até que fomos capazes de contar histórias sobre Deus e se há ou não um, do Diabo, deixando a fé e a verdade tocar em algumas questões importantes para todos nós, sob a forma de uma série. Eu sou realmente apaixonado por ela”.


DO FILME DE TERROR PARA O DESENVOLVIMENTO DOS PERSONAGENS
traços

“Eu tinha uma história na minha cabeça quando começamos. Este tipo de plano de cinco anos que eu tinha dado e que acabou por se transformar em um enfrentamento com o Diabo e a luta contra o Apocalipse. Mas eu acho que fui muito inspirado por filmes, realmente sempre fui fã de filmes de terror. Provavelmente eu teria ficado feliz em fazer apenas um show de monstros do tipo “Um Lobisomem americano em Londres”. Mas Bob Singer (que é 110042562_a_ptambém um escritor assim como eu) estava muito interessado em colocar primeiro os personagens na história. Ele disse “você tem alguns personagens realmente interessantes aqui, com uma história muito rica e seríamos negligentes se não explorarmos isso”. Então, fizemos isso e percebemos que os episódios em que abordávamos a relação entre os personagens eram muito melhores do que os que tratavam apenas de histórias focadas no terror e nos monstros. Quando alcançamos a segunda temporada, meu mandato para os escritores foi “Nós estamos colocando personagens em primeiro e monstros em segundo”. Quanto mais fundo íamos nos personagens, mais descobrimos que poderíamos contar histórias sobre religião, livre-arbítrio, destino e o que acontece quando você está fazendo as coisas pelas razões erradas. Acho que é um dos motivos da série ter durado tanto tempo”.

 

PERSONAGEM SE PARECE MAIS COMO KRIPKE

traços

“Chuck! Chuck sempre foi o meu substituto no show. Ele é um escritor com baixa auto-estima e passa muito tempo trabalhando de pijama. Gostaria de ser Dean, mas eu sou mais Chuck”.

CONFLITO FRATERNAL

traços

“Conflito é a base de um bom drama, existem mais histórias para contar quando há algum atrito entre os irmãos, eu sempre senti que as vezes em que Sam e Dean estavam em total sintonia e de acordo o tempo todo, nunca foram tão interessantes como quando acontecia algum conflito entre eles.É uma posição interessante, ter irmãos que foram ‘escolhidos’ para serem receptáculos de um anjo como Miguel e o outro por Lúcifer, e tê-los na mesma família. A temática do show sempre foi “a família pode superar qualquer coisa”. Nada é mais importante que os laços familiares e torna-se ainda mais importante do que os títulos do céu e inferno. Colocamos muitos obstáculos, mas acredito que – no final do dia – Sam e Dean sempre estarão juntos, porque na visão do mundo da série e na minha própria visão de mundo, não há força maior do que a família”.

UMA MUDANÇA DURADOURA NA HISTÓRIA
traços

“(…) meu enredo inicial sempre envolvia Sam e Dean lutando contra demônios e subimos a ponto de finalmente, lutar contra Lúcifer. Eu realmente não tinha considerado anjos. Se as pessoas lançassem a ideia de anjo para mim eu iria dizer não. Mas entre as temporadas 3 e 4 estávamos só falando sobre isso, e eu meio que percebi que estava realmente faltando um outro lado da moeda, e portanto, introduzimos Cas na abertura da 4ª temporada. Essa ideia de introduzir anjos – que se tornou grande parte do show – não era inicialmente parte do plano”.

PENSAMENTOS SOBRE A 8ª TEMPORADA
traços

“Tenho acompanhado. Estou realmente satisfeito com Jeremy (Carver) de uma maneira global. Fiquei muito satisfeito com o trabalho que a Sera (Gamble) fez e estou muito orgulhoso do trabalho que Carver está fazendo, junto com a pessoa que está realmente executando o show desde o 1º dia: Bob Singer. É como se fosse a experiência de ver um filho ir para a faculdade, não estou envolvido no dia-a-dia, mas acompanho. Estou apenas orgulhoso de como Jeremy e Bob estão crescendo o show”.

O FUTURO DE SUPERNATURAL
traços

Eu cometi um erro no início de minha carreira em Supernatural, que foi fazer um plano de encerrar o show após cinco anos. (Depois desses cinco anos) Bob, Sera e eu tivemos a difícil tarefa de reiniciar a história que tinha praticamente encerrado na 5ª temporada, mas acredito que realmente aprendemos a lição. Daquele ponto em diante criamos uma mitologia mais durável que acabaria se necessário e continuaria se quiséssemos. Sei que Jared e Jensen estão a bordo para fazer algo grande. Acho que o nosso sentimento é de que estamos felizes em continuar enquanto a rede (CW) permitir. Acho que realmente estamos concebendo para continuar e mantendo para explorar”.

Se você se interessou pelo Livro “The Essential Supernatural: On the Road with Sam and Dean Winchester” e pretende comprar para você ou dar de presente? Saiba que só está disponível para venda no exterior no idioma inglês, tendo sido lançado no dia 15 de novembro de 2012. Para comprar, utilize o site americano Amazon:

traços
SAIBA MAIS SOBRE A SÉRIE:
FONTE
Comentarios do Facebook

admin

admin

Prazer, somos Hunters! Estamos desde 2008 atualizando este site com o intuito de criar um acervo virtual da série Supernatural, com compartilhamento de arquivos de forma simples, grátis e original ao alcance de todos . Sejam bem-vindos!

1926 posts | 355 comments http://www.sobrenaturalbrazil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.